quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Estudar

O anão
Quando tinha muito que estudar, Isabel ia ao jardim, enchia o seu cesto de violetas e camélias e trazia o anão para casa escondido entre as flores.
Tinham combinado um com o outro que ela não contaria a ninguém que conhecia um anão.
Ele sentava-se no dicionário de francês em cima da mesa de estudo e ia explicando a Isabel as suas lições.
Era um grande explicador.
Com ele Isabel depressa compreendeu que a história, as ciências naturais, a geografia e a gramática eram coisas muito divertidas.
Mas a grande especialidade do anão era a Matemática. Ele resolvia todos os problemas e fazia contas de cabeça num segundo.
Isabel perguntava:
- Quanto é 563 vezes 2?
E o anão respondia imediatamente:
- 1126
E assim passou um ano.
         (Transcrição)  
Questionário
1ª O que fazia a Isabel quando tinha muito que estudar?
R: Isabel ia ao jardim encher o seu cesto de violetas e camélias, e trazia o anão para casa.
2ª Isabel e o anão tinham um acordo. Qual?
R: Era que ela não contaria a ninguém que o conhecia.
3ª Como é que o explicador ajudou a Isabel?
R: Ajudando-a a compreender história, ciências naturais, a geografia e a gramática.
4ª Retira do texto a frase que mostra que o anão era um às a matemática.
R: «Ele resolvia todos os problemas e fazia contas de cabeça num segundo.»
Tipo de Frase
5ª Eu não contaria a ninguém --- Frase na forma  negativa
    Ele era um grande explicador --  Frase na forma afirmativa  

Família de palavras.
  6ª - a) Jardim -- Jardineiro, jardinagem, ajardinar, ajardinado, jardim zoológico.
        b) cesto -- cestinho, cestaria, encestar, cesta, encestado, encestador,
Trava – língua
Tinha tanto remendo a calça do Raimundo que ele estudava nela a Geografia do mundo.
Lamego, 16 de Fevereiro de 2011
Sara

3 comentários:

  1. Grande explicador! Bom, a Isabel aplicada e concentrada conseguia estudar muito. O que é preciso é coordenar bem o nosso tempo.
    Muito bem.

    ResponderEliminar